0
0
0
s2sdefault
 

Nesses 11 anos de existência, a Guarda Civil Municipal (GCM) foi desenvolvendo as atividades em uma estrutura improvisada e que foi sendo adaptada ao longo do tempo: a antiga sede da Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb), na Avenida San Martin, no Calafate. No entanto, no primeiro trimestre de 2020, o grupamento terá um novo ambiente, condizente com as atividades de proteção dos bens e patrimônio público de Salvador. A ordem de serviço para início imediato das obras da nova sede da GCM foi assinada pelo prefeito ACM Neto nesta quarta-feira (24).

 

Na ocasião, também foram apresentadas uma mostra das novas viaturas da GCM, modelo Duster, e os novos equipamentos. “A sede atual da Guarda não foi concebida originalmente com as necessidades que a guarda precisa. Agora sim, ela foi projetada e pensada pela própria guarda. Não dá para cobrar desses agentes que eles façam bem o próprio trabalho na rua se não tiverem suporte da administração municipal. Enfim, são dois momentos importantes para o grupamento: a nova sede, que é um desejo antigo da corporação, e o concurso público realizado recentemente, no qual devem ser chamados em breve os novos guardas”, relatou o prefeito.

 

Também estiveram presentes no evento o vice-prefeito e secretário de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Bruno Reis; o secretário de Ordem Pública (Semop), Felipe Lucas; o diretor de Segurança Urbana e Prevenção à Violência (Susprev), Maurício Lima; e o inspetor geral da GCM, Alysson Carvalho, dentre outros gestores e autoridades. A Banda de Música da Guarda Municipal foi a responsável por executar os hinos Nacional e do próprio grupamento, representando a satisfação da categoria pela futura estrutura.

 

Ao ouvir os depoimentos e agradecimentos do diretor da Susprev e do inspetor-geral da GCM, sobre o resgate da imagem e da autoestima dos guardas municipais promovida pela administração municipal desde 2013, ACM Neto ainda relembrou que isso foi reflexo do próprio resgate da imagem da Prefeitura junto à população. “As pessoas tinham perdido a confiança na administração municipal. Só tenho a agradecer a todos os membros da Guarda Civil Municipal pois, nos últimos seis anos e meio, estamos mudando a cidade e transformando o patamar de confiança e respeito à administração municipal juntos”, pontuou.

 

Nova estrutura – Com investimento de R$1,7 milhões, as instalações da GCM passarão a ter áreas de uso coletivo, alojamentos masculino e feminino, refeitório, centro para formação e treinamento de artes marciais cobertos e com mais e 400 metros quadrados. Além disso, haverá espaço para desenvolvimento de projetos sociais, novo paiol, além de local especial para a banda de música, com isolamento acústico.

 

A unidade também ganhará áreas administrativas adequadas, espaço social para práticas de atividades esportivas e de lazer, guaritas de segurança, dentre outros ambientes essenciais para o bom funcionamento de uma instituição de segurança pública. A obra ficará a cargo da Superintendência de Obras Públicas (Sucop) e tem previsão de conclusão de seis meses.

 

Modernização e história – A reforma da GCM se soma a outros investimentos da Prefeitura para modernização órgão. Na atual gestão, os agentes foram contemplados com coletes balísticos modernos, armamento, munições, pistolas de condutividade elétrica, conhecido como Spark, além da ampliação do porte de arma, concedido através de exames de psicoteste, conforme a exigência da legislação vigente. Também estão sendo entregues novas viaturas, permitindo que a GCM aumentasse o número de atendimentos.

 

Criada por meio de uma Lei Orgânica Municipal, no dia 11 de julho de 2007, a Guarda Civil foi apresentada ao público pela primeira vez no dia 2 de Julho de 2008, durante o desfile cívico, em comemoração a Independência do Brasil na Bahia, nas ruas do Centro de Salvador. Atualmente, a Guarda Civil conta com um efetivo de 1.211 servidores, sendo 137 mulheres e 1.074 homens, que atuam em regime de escala 24 horas, durante os sete dias da semana.

 

Durante a existência da GCM, grupamentos também foram criados para atender à demanda da cidade, a exemplos de Operações Especiais, Proteção Ambiental, Grupo de Operações com Cães, de Rondas da Capital, de Motociclistas e de Apoio ao Turista. Nesses 11 anos, já foram registradas mais de 4 mil ocorrências e mais de 50,5 mil atendimentos diversos à população.

Fale Conosco

Enviando...