Desde a abertura oficial da folia, a Guarda Civil Municipal (GCM) já contabiliza a identificação de 8.963 crianças com pulseiras contendo dados como o nome dos pais ou responsáveis e telefone para contato. Na ocasião das ações preventivas, o órgão registrou dez encaminhamentos de crianças em situação de vulnerabilidade para o Conselho Tutelar. 

"A Guarda Civil Municipal tem atuado para garantir mais segurança às nossas crianças, através da orientação dos responsáveis e do trabalho de identificação desse público. Além disso, intensificamos nossas ações de fiscalização e combate à exploração sexual e do trabalho infantil, realizando os devidos encaminhamentos e orientações nos três principais circuitos da folia", pontuou o diretor de Segurança Urbana e Prevenção à Violência, Maurício Lima. 

Por ter uma aglomeração de pessoas muito grande, é fundamental que os pais ou responsáveis mantenham a atenção redobrada com os pequenos. Além da identificação, os pais devem orientar as crianças a procurarem um guarda civil ou um policial, caso percebam que estão perdidos. 

Combate – Como órgão integrante do Comitê de Proteção Integral de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e o Trabalho Infantil em grandes eventos, a GCM alerta que denúncias podem ser feitas através do Disque 100. Também está sendo reforçado o trabalho de abordagens aos ambulantes que estão com crianças nos circuitos da folia, com orientação os pais ou responsáveis e encaminhando as crianças para o acolhimento enquanto os pais trabalham.

Fale Conosco

Enviando...