0
0
0
s2sdefault

A Guarda Civil Municipal de Salvador (GCMS), através do Grupo Especial de Proteção Ambiental (GEPA), realizou o resgate de duas serpentes na quarta-feira (8), em dois pontos diferentes da cidade. Primeiro uma jiboia em frente a um Supermercado localizado na Rótula do Abacaxi, e em seguida uma sucuri, no bairro da Boca do Rio. 

Em ambos os casos, os populares que viram os animais silvestres entraram em contato com a Central de Operações da GCM, que acionou o GEPA para efetuar os referidos resgates em tempo hábil. 

Segundo o supervisor do Grupo, Robson Pires, esta época é muito comum o aparecimento destes animais, pois o clima mais quente estimula as serpentes a procurarem alimentos e locais mais propícios para habitar. “A jiboia é o animal que mais resgatamos atualmente, porque se adapta muito bem na zona urbana. Elas se alimentam principalmente de roedores, que existem em grande quantidade nos centros urbanos”, explica. E ainda completa: “Apesar do pavor que as pessoas sentem das serpentes, do tipo jiboia e sucuri, elas não costumam atacar, como as do tipo peçonhentas, apenas se defendem. E apesar de ser um animal grande, podendo atingir até quatro metros, ela não possui veneno e a sua mordida causa apenas pequenas lesões”, informa. 

Durante o período da tarde do mesmo dia, o GEPA também resgatou um tatu, na região de Cajazeiras, um gavião, na Liberdade, um mico ferido, no Cabula e mais uma jiboia, desta vez no bairro de Jardim Santo Inácio. Todos os animais foram encaminhados para UFBA, sendo que os mamíferos para o Ambulatório de Animais Silvestres e Exóticos, e as serpentes para o Núcleo Regional de Ofiologia e Animais Peçonhentos da Bahia (NOAP), que cuidam de serpentes em geral.  

O GEPA aconselha que caso o cidadão encontre qualquer serpente acione imediatamente o Grupo através do telefone 71 3202-5312, para que uma equipe especializada possa recolher o animal com segurança e o envie para avaliação, para que posteriormente seja realizada a soltura do animal em uma área adequada e protegida, após o período de quarentena.

Fale Conosco

Enviando...