Fale Conosco

Enviando...

 

Responsável por uma demanda de aproximadamente 300 visitas diárias e 8 mil frequentadores mensais, o Mercado Modelo passou a oferecer melhor estrutura a baianos e turistas, garantindo opções de lazer e cultura. Resultado: o número é o dobro do registrado antes da gestão do equipamento ser assumida pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), há pouco mais de um ano. Neste período, diversas intervenções foram realizadas para garantir mais conforto e facilitar o trânsito de quem passa diariamente pelo local. Já as ações de cultura ganharam destaque, por meio da Fundação Gregório de Mattos (FGM).

 

Dentre as melhorias realizadas pela Prefeitura consta a correção de infiltrações e da parte elétrica, que prejudicava a atividade comercial do lugar. Restauração da varanda do mercado e a substituição das lâmpadas convencionais por modernos equipamentos em LED, o que proporciona mais economia no consumo de energia, também fazem parte das intervenções. A Semop garantiu ainda mais segurança para o local, com o apoio da Guarda Civil Municipal (GCM). Todos os exaustores voltaram a funcionar e houve um incremento da fiscalização dentro do mercado e no entorno.

 

Foram realizadas também ações para prevenção de incêndios, distribuição de forma padronizada dos 263 boxes e dos sanitários, bem como o ordenamento da área de alimentação. Ocorreu ainda a reforma completa do telhado, evitando que o mau tempo prosseguisse como complicador das atividades do centro de compras. Os itens de acessibilidade foram aplicados seguindo o projeto desenvolvido pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF). A intervenção custou R$ 480 mil aos cofres municipais.

 

“A atual administração tem se reunido com os permissionários do Mercado Modelo, abrindo diálogo constante. A intenção é realizar as melhorias e qualificações necessárias para que o equipamento esteja em condições de atender baianos e turistas. Organizamos também o estacionamento externo, com a finalidade de atender exclusivamente quem chega de ônibus, micro-ônibus e vans de turismo, proporcionando mais conforto e fácil acesso ao mercado”, afirma o titular da Semop, Marcus Passos.

 

O gestor aponta outro avanço da atual gestão: a limpeza, com lavagem externa promovida diariamente e interna, semanalmente. “Em breve, vamos divulgar novas ações que serão realizadas em conjunto com os permissionários, sempre buscando o fortalecimento desse importante ponto turístico da cidade", complementa Passos.

 

Cultura – Como braço artístico da nova gestão, o Mercado Modelo passou também a oferecer apresentações musicais por meio do Viver o Mercado. Durante um ano, o projeto contou com a apresentação de 27 grupos artísticos para um público fixo de aproximadamente 6 mil pessoas, sem contar com os passantes.

 

O projeto teve início em setembro de 2016, concentrando ações de entretenimento, cultura, informação e lazer, ocorrendo de forma ininterrupta até junho de 2017, com o Pôr do Sol no Mercado, sempre às sextas-feiras, das 17h às 18h. Além disso, a FGM levou ao local o Pôr-do-Sol no Mercado, espaço para happy-hour com música ao vivo no final de tarde, na área gastronômica do mercado.

 

Demais atrativos – Aos sábados, das 11h às 13h, foram realizadas visitas guiadas com participação de baianas caracterizadas, possibilitando que os visitantes descubram informações sobre o Mercado, podendo registrar o momento com fotografias. No mesmo período aconteceu o Domingão no Mercado – sempre aos domingos, das 10h30 às 12h -, com apresentações musicais itinerantes no térreo e primeiro andar do prédio histórico.